Evento internacional sobre Compliance tem apresentação do Instituto Ética Saúde

09/08/2016

A diretora-executiva Claudia Scarpim explanou o conceito de Compliance integrado que fundamentou o Instituto


O 2nd Annual Pharmaceutical Compliance in Latin America Congress, realizado no Hotel Tivoli Mofarrej, em São Paulo, discutiu e promoveu, durante dois dias, em agosto, experiências sobre o tema com empresas do setor e associações. O Ética Saúde foi apresentado pela diretora-executiva do Instituto, Claudia Scarpim, que participou de um debate sobre autorregulação com a diretora de Compliance da Interfarma, Maria José Delgado, e o presidente do Comitê de Ética da ABIMED, Felipe Kietzmann. Claudia fez uma explanação sobre o histórico do Ética Saúde, mas frisou o conceito de Compliance integrado que fundamentou o Instituto. "É um projeto de autorregulação que visa agregar os players da saúde de forma transparente em um modelo de governança com a participação de todas as entidades que interagem nesse setor. As associações estão representadas no Conselho Consultivo do Instituto Ética Saúde", explicou Claudia. "Não certificamos ninguém, mas temos a formulação de um cadastro positivo e negativo com informações geradas pelo Canal de Denúncias. O Ética Saúde não tem poder de polícia, mas aplicamos sanções administrativas para quem descumpre os princípios acordados", esclareceu a diretora. As informações que configurem infrações éticas são encaminhadas ao Conselho de Ética do Instituto, que é independente. Já os crimes são encaminhados aos órgãos competentes, como o Ministério Público, por meio de convênios. O evento contou com a presença do diretor de Promoção da Integridade, Acordos e Cooperação Internacional do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle, Renato Capanema, diversos presidentes de empresas farmacêuticas, representantes do Conselho Federal de Medicina e de outras associações do setor de saúde. O Congresso foi apresentado em português, espanhol e inglês, simultaneamente.

Galeria de Fotos