Programa "Gente que Fala" aborda práticas de compliance na Saúde

29/11/2018

Necessidade de políticas anticorrupção e maior transparência das ações dos governantes foram debatidas durante as edições

Durante o mês de novembro, o programa "Gente que Fala", do Ministério Público Democrático, em São Paulo, recebeu os convidados do Instituto Ética Saúde para tratar, entre outros assuntos, de práticas anticorrupção e compliance na área da Saúde. O programa recebe o apoio do IES e vai ao ar toda quinta-feira, na TV Aberta (canal 9 da NET, canais 8 e 186 da Vivo), na TV Guarulhos, na rádio Trianon AM 740, e na rádio Universal AM 810 na baixada Santista, além da transmissão ao vivo pela internet. É apresentado por Zancopé Simões e debate os principais fatos da semana, com a presença de políticos, empresários, jornalistas e profissionais liberais.
A presidente do Conselho da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), Cláudia Cohn, participou da primeira edição do mês (01/11) e defendeu que as empresas privadas, especialmente na área da Saúde, precisam exercer o Compliance na ponta, cobrando atuação dentro das normas éticas de cada colaborador, e que para isso informação é fundamental. A Abramed é integrante do conselho Consultivo do Instituto Ética Saúde. Para assistir a íntegra do programa acesse: http://gentequefala.com.br/2018/11/01/01-11-2018/.
No dia 08, o programa contou com a participação do diretor executivo do IES, Carlos Eduardo Gouvêa, que debateu amplamente o tema compliance com os demais convidados. “O Instituto Ética Saúde reuniu toda a cadeia de valor da saúde - fabricantes, distribuidores, hospitais, laboratórios e médicos. O que tem sido feito é uma volta às origens, tentar reconquistar de uma forma séria programas que percorram toda a cadeia de valor para que juntos todos façam uma análise de risco de corrupção interna para aplicar determinadas medidas saneadoras e preventivas”, destacou Gouvêa. Acesse: http://gentequefala.com.br/2018/11/08/08-11-2018/ e assista a versão completa.
Encerrando as participações de novembro, o diretor executivo da Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Produtos para Saúde (ABRAIDI) – também membro do Conselho Consultivo do IES, Bruno Boldrin, foi um dos convidados do programa Gente que Fala do dia 22/11. Ele falou sobre um estudo que aponta o Ministério da Saúde como um dos mais suscetíveis à corrupção, o que enfatiza a necessidade de uma boa gestão no setor. “Desde 2015, o Instituto Ética Saúde trabalha firme para disseminar a prática do compliance em toda a cadeia da saúde e tentar minimizar casos de fraudes no país, que desperdiça em torno de 200 bilhões de reais por ano com corrupção, dinheiro que faz muita falta”, finalizou Bruno. A íntegra do programa está em http://gentequefala.com.br/2018/11/22/22-11-18/.
 

Galeria de Fotos