Diretor da CGU ressalta a importância da parceria com o IES durante palestra, em São Paulo

22/02/2019

Pedro Ruske Freitas acredita que o Acordo de Cooperação irá permitir uma troca de informações muito relevante para a Corregedoria


O diretor de Promoção da Integridade da Secretaria de Transparência e Prevenção à Corrupção, Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU), Pedro Ruske Freitas, participou do “Workshop sobre Compliance em Saúde” e apresentou a palestra “Avanços e Desafios para implementação de Programas de Integridade como ferramenta no combate à corrupção”.
 
Freitas explicou alguns dos parâmetros necessários para um programa de integridade, de acordo com o Artigo 42 da Lei Anticorrupção, a importância do monitoramento e avaliação dessas ações e abordou os principais desafios da área. “A CGU tem trabalhado para aumentar a efetivação dos programas de integridade por meio da criação de uma diretoria exclusiva para promoção da integridade”, afirmou. 
 
Classificou como avanço as parcerias, como a que será assinada, ainda neste semestre, entre a Controladoria e o IES. “Acredito que este Acordo de Cooperação irá permitir uma troca de informações muito relevante para dar seguimento em processos e ampliar a interface com a ouvidoria da Corregedoria”, finalizou o diretor da CGU. Atualmente, a Controladoria Geral da União tem acordos firmados com a Alliance for Integrity, Sebrae – Rede Empresa Íntegra e Conselho Federal de Contabilidade.
 
Entre os desafios para implementação de programas de integridade, Pedro Ruske Freitas citou o foco em aspectos formais em detrimento de uma cultura empresarial (valores e comportamento); a falta de adaptação de programas globais ao Brasil; a ausência de aplicação/utilização das políticas adotadas; pouca autonomia do setor responsável pelo programa; a falta de conexão do programa com os demais processos/controles da Pessoa Jurídica; e o momento de implementação. 
 

Galeria de Fotos