Programa de Educação em Compliance do Ética Saúde é transmitido para 15 estados

01/04/2019
A parceria com a Fehosp permitiu que o primeiro módulo atingisse 34 cidades
 

O Instituto Ética Saúde, em parceria com a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (Fehosp), desenvolveu uma iniciativa pioneira na promoção da integridade no ambiente médico-hospitalar. O primeiro módulo do curso à distância (EAD) de compliance foi realizado, em 28 de março, na sede da Fehosp, em São Paulo, e transmitido ao vivo, pela plataforma do EducaSus. Participaram do evento, associados das duas entidades. 
 
O primeiro módulo do programa foi aberto pelo diretor médico do IES, Sérgio Madeira, apresentando Gisele Figueiredo, executiva sênior de compliance para América Latina. Profissionais que trabalham no setor saúde acompanharam à iniciativa em 34 pontos, em quinze estados: Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.
 
Na abertura, Sérgio Madeira fez uma breve apresentação do IES, missão, objetivos, estrutura e governança do Instituto. O diretor médico destacou as parcerias promovidas pelo Ética Saúde com órgãos e entes públicos e lembrou da importância da promoção da integridade. “Pretendemos que esse programa seja permanente e interminável, como são os esforços de compliance”, completou.
A conferencista Gisele Figueiredo discorreu sobre a ‘História da Corrupção e Exercício da Cidadania na América Latina’. Ela é especialista no assunto, com a experiência de mais de dez anos de implantação de um programa de compliance no Brasil e América Latina para a organização internacional onde trabalha.
 
A executiva fez um paralelo entre a corrupção e a história da América Latina e concluiu que a corrupção no continente está associada ao comportamento predatório e extrativista das nações colonizadoras. Ao contrário, as que sofreram menor pressão ficaram ‘protegidas’ de subtrações sistêmicas. Gisele Figueiredo apresentou dados de 2018, sobre uma pesquisa que revelou o índice de percepção da corrupção na região. “O Brasil tem 35 pontos e está entre as nações associadas à maior corrupção. Pelo levantamento, apenas Chile e Uruguai são consideradas nações éticas e íntegras na América Latina, com histórico de menor espoliação pelos colonizadores”.
 
A corrupção desvia dos cofres públicos R$ 200 bilhões por ano, no Brasil. “Temos vivido momentos sombrios, mas não podemos deixar de perseguir os objetivos da integridade”, disse a conferencista. Para Gisele Figueiredo, a ética tem que estar presente não só na política, mas nas nossas atitudes diárias. “A corrupção nos tira a cidadania e bloqueia nosso olhar ao próximo. Precisamos retomar a visão humanística, a essência do coletivo no nosso dia a dia. Isso fará a diferença”, afirmou e ainda completou: “é uma atitude nos países corruptos, o cidadão cuidar do próprio interesse e das suas necessidades, em detrimento do outro”.
 
Após a exposição, a executiva respondeu aos questionamentos dos participantes em São Paulo, na sede da Fehosp, e em todo o Brasil, pelo sistema de videoconferência.  “A ética é um exercício de cidadania e só prospera em ambientes democráticos, através da participação em grupos, comunidades, associações”,  resumiu.
 
Ao final, o presidente do Conselho de Administração do IES, Gláucio Pegurin Libório, que participou do programa através da Santa Casa de Vitória, no Espírito Santo, agradeceu à todos, e especialmente, à Gisele Figueiredo. 
 
Próximos módulos: 
- Princípios gerais de um sistema de integridade
- Compliance e a legislação anticorrupção
- Fornecedores, compradores e Compliance
- Contabilidade e Compliance
- Relacionamento com profissionais de saúde e Compliance
- RH e Compliance
- Vendas e Compliance
- Hospitais e Compliance
 
Para acessar a programação completa dos módulos, clique aqui.
 
 
Legenda foto (esquerda para direita):
Marlon Franco - Analista Técnico - Instituto Ética Saúde
Gisele Figueiredo - Executiva Sênior de Compliance para América Latina
Sérgio Alcântara Madeira - Diretor Técnico - Instituto Ética Saúde
José Américo - Assessor de Qualidade e Relações Institucionais - Fehosp
Tatiana Viesseli - Coordenadora Programa Educasus -  Fehosp
Cibele Martins - Secretária Executiva - Instituto Ética Saúde

Galeria de Fotos