Conselho de Ética se reúne e discute encaminhamentos das denúncias relacionadas à pandemia

21/06/2020

Ação IES | Covid-19

Foi debatido como fortalecer as ações do IES para um trabalho mais efetivo de transformação do ambiente da saúde no Brasil


A 53ª reunião do Conselho de Ética do IES aconteceu no dia 18 de junho, de maneira virtual, e teve como tema central as consequências da pandemia. Na primeira parte, o membro do Conselho de Administração, Marcos Tadeu Machado, apresentou as medidas e ações tomadas pelo IES para o enfrentamento à pandemia, nos últimos 3 meses. 
 
“Desde março, o Instituto vem trabalhando fortemente para mostrar para a sociedade civil e para o setor da saúde como um todo que as medidas para agilizar o tratamento das vítimas da Covid-19, como a suspensão da necessidade de licitação para aquisição de produtos médicos, não podem ser um ingresso para o aumento da corrupção no Brasil”, afirmou Machado.
 
Nestes 90 dias, o IES publicou 3 manifestos; promoveu campanhas nas redes sociais; promoveu 10 eventos on-line (com mais de 200 participantes); participou de  2 lives e de 5 palestras em eventos de terceiros; concedeu 4 entrevistas; foi destaque em 98 matérias na mídia leiga e especializada em saúde, sendo 8 delas nos maiores veículos de comunicação do país (Globo, Globonews, Estadão, CBN, UOL, Band News FM e Revista Saúde). 
 
Foram apresentados os dois projetos do Instituto para auxiliar a população e as empresas de saúde neste momento crítico e de mudanças regulatórias: o Plantão de Dúvidas e a Assessoria para Aquisição de Produtos para a Saúde. 
 
O presidente do IES, Eduardo Winston, enfatizou a importância de fortalecer as ações do IES para um trabalho mais efetivo de sensibilização e transformação do ambiente da saúde no Brasil, de maneira a torná-lo predominantemente ético, tendo as normas como um guia para a boa conduta. O tema foi amplamente debatido entre os dois Conselhos. O presidente do Conselho de Ética, Prof. Dr. Celso Grisi, ressaltou os dois principais pilares para a construção da cultura da ética: a Educação, daí a importância da aproximação do Instituto com instituições de ensino, bem como evidenciar as consequências econômicas da corrupção na área da saúde para o país. Por esses motivos, na opinião de Grisi, o Instituto Ética Saúde tem que ser pragmático para sensibilizar, atuando com base na Educação, Cultura e Justiça.
 
Em seguida, os integrantes do Conselho de Administração se ausentaram e os integrantes do Conselho de Ética discutiram em detalhes as demandas das reuniões com os Compliance Officers e os encaminhamentos das 25 delações associadas à pandemia que chegaram ao Canal de Denúncias. 
 
 

Galeria de Fotos